Mais les résultats doivent être attendus longtemps et il n'y a généralement pas de temps azithromycine prix L'autre cas, c'est que l'achat d'un ou d'un autre antibiotique dans une pharmacie classique nécessite des dépenses matérielles considérables et pas toutes les personnes ne peuvent acheter des produits pharmaceutiques aussi coûteux.

Microsoft word - minuta de memo_gt_intersetorial_flu

NOTA TÉCNICA AOS MÉDICOS E SERVIÇOS DE SAÚDE

O Estado do Paraná encontra-se em período do ano onde habitualmente os vírus
respiratórios circulam com maior intensidade propiciando a ocorrência de casos.
O vírus influenza pandêmico A(H1N1)2009 desde de outubro de 2010 deixou de
circular no Paraná ressurgindo na segunda quinzena de outubro de 2011.
Alertamos a todos os profissionais para que os casos de Síndrome Gripal, conforme
conceito abaixo, recebam a medicação especifica adequada, frente a suspeita e após
avaliação médica criteriosa. O antiviral deve ser indicado preferencialmente nas
primeiras 48 h após a data de inicio de sintomas.
Pacientes maiores de 6 meses de idade com febre de início súbito, mesmo que referida, acompanhada de tosse e/ou dor de garganta. E pelo menos um dos sintomas: mialgia, cefaléia, artralgia, dispnéia, conjuntivite, mal estar geral e perda do apetite, Pacientes menores de 6 meses de idade com febre de inicio súbito, mesmo que referida, e sintomas respiratórios.
Recomendamos aos médicos que prescrevam o antiviral, o Oseltamivir, a todos os
casos de Síndrome Gripal leve ou grave
, independentemente de coleta para
diagnóstico laboratorial e dos fatores de risco para doença grave.
O tratamento com antiviral é fundamental para evitar os casos graves e o óbito,
devendo ser administrado o mais precocemente possível, idealmente nas primeiras
48 h. Lembramos que estudos baseados em evidência demonstram resultados
positivos de efetividade do oseltamivir até o sexto dia após o início de sintomas, nas
pessoas que ainda perdurem a clinica da doença no momento do atendimento.
Atenção especial deve ser dada as gestantes, aos imunodeprimidos, às crianças, aos
idosos, pessoas acima de 29 até 50 anos e aqueles entre 10 e 19 anos, pois são os
grupos mais suscetíveis a formas graves de influenza devendo ser acompanhados até
o momento da cura. Alertamos que as gestantes no terceiro trimestre tem maior
risco de evoluir com complicações e óbitos.
O antiviral oseltamivir encontra-se disponível gratuitamente nas seguintes
apresentações em cápsulas: 12mg, 20mg, 25mg, 30mg, 75mg. É necessária apenas a
receita médica simples, não carbonada. Em caso de dúvidas, favor contatar SESA-
PR/CIEVS, pelo: 0800 643 8484 ou 0800 – 645 4900, disponíveis 24 horas aos
profissionais e serviços de saúde.
Superintendência de Vigilância em Saúde
Departamento de Vigilância e Controle de Agravos Estratégicos
Rua Piquiri, 170 – Rebouças – 80.230-140 – Curitiba – Paraná – Brasil; Fones/Fax: (41) 3330-4491 Fax: 3330-4484 Quadro: Orientações para uso de antiviral na infecção por influenza FAIXA ETÁRIA
TRATAMENTO
QUIMIOPROFILAXIA
10 mg 2 inalações de 5 mg 10 mg 2 inalações de 5 12/12h/5dias 10 mg 2 inalações de 5 mg 12/12h / 5 dias Superintendência de Vigilância em Saúde
Departamento de Vigilância e Controle de Agravos Estratégicos
Rua Piquiri, 170 – Rebouças – 80.230-140 – Curitiba – Paraná – Brasil; Fones/Fax: (41) 3330-4491 Fax: 3330-4484

Source: http://www.femipa.org.br/blog/wp-content/uploads/Nota-t%C3%A9cnica-aos-m%C3%A9dicos_servi%C3%A7os-de-SA%C3%9ADE_FLU.pdf

warburtontrees.net

The Mongan-Warburton Clan Table of Contents . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Descendants of Dominic O'Mungan . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Microsoft word - boletíncientíficofundelan7.doc

Boletín Científico de FUNDELA. Número 7 – febrero de 2005 Boletín Científico Nº 7 FUNDELA REVISTA DE LA FUNDACIÓN ESPAÑOLA PARA EL FOMENTO DE LA INVESTIGACIÓN EN LA ESCLEROSIS LATERAL AMIOTRÓFICA (ELA) Número 7 – febrero 2005 Edita FUNDELA (Fundación Española para el Fomento de la Esclerosis Lateral Amiotrófica) Suscripciones · Correo electrónico:

Copyright © 2010-2014 Medical Science