We bring to your notice a new website where you can buy propecia australia at a low cost with fast delivery to Australia.

Microsoft word - preparação colonoscopia e eda - final julho de 2006 2.doc

Rua Dr. Francisco Duarte, 120
Apartado 3031

4711-855 Braga - Portugal
CA MÉDICO CIRÚRGICA DE SANTA TECLA, LDA.
Telef. 253 209 900
Telefax 253 209 936


Dr. CRISÓSTOMO GONÇALVES
Dr. Maria João

Doenças do Aparelho Digestivo Endoscopia Digestiva COLONOSCOPIA

A colonoscopia é uma exploração visual (interna) da mucosa e lume, do cólon e recto (Intestino Grosso) e parte terminal
do intestino delgado (ileocolonoscopia). É actualmente, o exame de eleição, dado que permite o rastreio, diagnóstico e
tratamento da maior parte das doenças do tracto digestivo inferior. É necessário introduzir uma sonda flexível
(colonoscópio) através do ânus. Por meio desta sonda óptica ou vídeo o médico poderá ver todo cólon, e diagnosticar
variadas patologias. Se necessário, no decurso do exame o médico retirará pequenas amostras de tecido (biópsias), sem
causar dor, para exame histológico. Se for previsível a extracção de qualquer, pólipo deverá efectuar: Hgb, TP, TTP.


Preparação intestinal: Para se obter o maior número de informações (“boa visão”), o interior do intestino deve estar
limpo de fezes (deve ler com atenção a folha anexa sobre a preparação para colonoscopia), um intestino sujo pode levar a
interrupção do exame e á não visualização de alguns pólipos. Deverá continuar qualquer laxante em uso e suspender
medicamentos contendo ferro, nos 7 dias anteriores exame (Ferro-gradumet, etc).
Exploração endoscópica: É possível que note algumas cólicas e uma certa pressão, devido ao ar, que é necessário
introduzir para distender o lume do intestino. Trata-se de uma situação normal, que rapidamente desaparecerá. O exame
dura em média 20 minutos. Se realizar o exame com sedação, não sentirá qualquer incómodo. Entre cada paciente e
segundo a legislação em vigor, o endoscópio e os acessórios utilizados são limpos e desinfectados.

Depois do exame: Sugerimos que descanse, pois poderá ter algumas cólicas abdominais (devido ao ar insuflado). A
primeira refeição, após o exame deverá ser ligeira e branda. Se realizou o exame com sedação ou anestesia, deverá
abandonar a clínica, após indicação apropriada. Deve ser acompanhado por um familiar ou amigo até ao domicílio.
Durante o resto do dia não deve conduzir, trabalhar com máquinas perigosas ou planear tarefas que impliquem decisões
importantes.
RISCOS DO EXAME:
A colonoscopia de diagnóstico (com ou sem biópsia) apresenta riscos mínimo
experiente. Trata-se portanto de um exame complementar de diagnóstico extremamente seguro.
COLONOSCOPIA TERAPÊUTICA: Polipectomia endoscópica
“Ao principio o mal é fácil de curar e difícil de diagnosticar, mas, não sendo diagnosticado nem curado, torna-se com o
tempo fácil de diagnosticar e difícil de curar”( Maquiavel)
Página 1 de 4

Já realizou uma colonoscopia e o seu médico informou da necessidade de novo exame, com fins terapêuticos.
A extracção ou remoção dos pólipos, por via endoscópica, constitui uma pequena intervenção cirúrgica, cuja dificuldade e
sucesso na execução técnica dependem das características do pólipo. O risco de complicações maiores (como a
hemorragia e perfuração) é inferior 1%. (contactar o médico assistente, sempre que ocorrer algo de imprevisto). A razão
para retirar os pólipos é que estes, na maioria dos casos são lesões pré-malignas (ao retirarmos os pólipos impedimos o
desenvolvimento do cancro colorectal). Deverá suspender o uso de anti-inflamatórios ou antiagregantes plaquetários
(Cartia, Aspirina e etc) nos 10 dias anteriores e posteriores a extracção do pólipo. Para que o seu exame seja efectuado
com a máxima segurança, deve-se fazer-se acompanhar de exames recentes (hemograma c/ plaquetas e estudo da
coagulação). No caso de doentes hipocoagulados (medicados p. ex. com Varfine), deverão consultar o médico assistente,
para que este proceda as alterações julgadas como necessárias e ECG para doentes “cardíacos”.

A sedação consciente ou anestesia
: apresenta riscos mínimos. Refira sempre os antecedentes patológicos
(Insuficiência respiratória, cardíaca, renal ou hepática; DPCO, Anemia, Hipocoagulação, etc.) e a medicação actual.
Utilizamos nestes doentes a “menor dose” para que possam fazer o exame com a máxima segurança e conforto.
Efectuamos monitorização: Pulso, TA, O2. (ECG, se necessário). Não beba qualquer líquido nas 3 horas anteriores ao
exame, sempre que realizar sedação ou anestesia. Retire qualquer prótese: dentária ou auditiva, lentes de contacto. Não
traga unhas pintadas.

PREPARAÇÃO PARA COLONOSCOPIA TOTAL
1 - Exames à efectuar a tarde: Não pode comer nas 4 horas antes de iniciar a preparação. Dissolver o conteúdo de
cada saqueta de SELG, num litro de água morna (No caso utilizar o Endofalk dissolver 2 carteiras, num litro de água).
Assim com as 4 saquetas obterá 4 l de líquido de lavagem intestinal (Endofalk com as 6 carteiras obterá 3 l). Deverá
iniciar a preparação, no próprio dia do exame, às 8 horas. Deve ingerir toda a preparação em 4 horas. Se tiver dificuldade
em beber a preparação devido ao sabor, pode ingerir chá ou café (em pequenas quantidades para disfarçar o sabor). Nota:
Se bebido fresco o sabor atenua-se e ficará mais agradável (deve preparar e colocar no frigorifico, na véspera). Se tem
náuseas ou vómitos com facilidade, tome 1 comprimido de Primpéran 30 mim., antes de começar a beber a preparação.
SELG ou Endofalk: Destina-se a limpar o intestino pelo que provocará uma evacuação líquida, pelo que deverá
permanecer em casa. Se após beber 2 l da preparação não evacuar e sentir cólicas intensas, interrompa a preparação e
contacte o médico assistente. A preparação para o exame considera-se “boa” quando evacuar água limpa.
2 – Exames de manhã: Faça na véspera as duas primeiras refeições do dia, como habitualmente, isto é, o pequeno- almoço e o almoço. Depois não coma mais nada. A partir das 19/20 h, comece a beber a preparação (os 4 l de SELG, devem ser ingeridos num período de 4 h. (no caso do Endofalk os 3 l, em 3 horas). Não pode jantar. Se tiver dificuldade em permanecer em jejum até à hora do exame, pode beber chá açucarado, refrigerante sem gás ou sumo natura. 1.2 – Os doentes que não conseguirem beber os 4 l SELG (ou 3 l de Endofalk) de forma contínua (devido ao sabor ou grande volume) podem fraccionar a preparação, bebendo 2 litros na véspera e 2 litros no dia do exame (ou 1,5 l no caso do Endofalk). Deverão seguir as mesmas regras enumeradas anteriormente. 3 – Preparação alternativa A: 4 drageias de Dulcolax, 2 horas, antes da ingestão de 2 litros de Endofalk . Iniciar
na véspera às 19 horas (exames a realizar durante o período da manhã) ou no próprio dia às 9 horas (exames durante o período da tarde). 4 - Preparação alternativa B: Deverá fazer nos 3 dias anteriores ao exame dieta, sem fibra (sem legumes, saladas e
frutas sem casca ou semente, cereais, etc). Na véspera do exame às 19 h., ingere todo frasco X-Prep. No dia do exame 2 clisteres de Clyss-Go, 30 a 45 minutos antes do exame. 5 - Preparação alternativa C: Fleet Phospho – soda (Preparação em folha própria)
Colonoscopia Esquerda, Fibrosigmoidoscopia ou Rectosigmoidoscopia:
2 clisteres de limpeza com Clyss-Go 30 a 45 minutos antes do exame ,segundo as normas do fabricante
Em ambos os casos, introduzir o clister deitado sobre o lado esquerdo e girar à volta das 4 posições de deitado e manter-
se 3 minutos em cada posição. Depois deverá ir à casa de banho para evacuar.
Exame marcado para: ___/___/___., às ___ horas. Página 2 de 4
Rua Dr. Francisco Duarte, 120
Apartado 3031
4711-855 Braga - Portugal
CA MÉDICO CIRÚRGICA DE SANTA TECLA, LDA.
Telef. 253 209 900
Telefax 253 209 936

DR. CRISÓSTOMO GONÇALVES
DR. Maria João

ENDOSCOPIA DIGESTIVA ALTA
O exame endoscópico torna-se absolutamente necessário, para elucidação das suas queixas digestivas. Trata-se de um exame simples, indolor e de curta duração. No entanto a sua colaboração torna-se indispensável. A Endoscopia Digestiva Alta (EDA ou Esofagogastroduodenoscopia), é um exame visual do tracto digestivo alto
(esófago, estômago e duodeno). Para realizá-la há que introduzir através da boca, uma sonda óptica, flexível e com
sistema de luz própria (endoscópio). Se for previsível a extracção de qualquer pólipo deverá se portador dos seguintes
exames: Hgb; TP; TTP.
Deste modo, o médico poderá observar qualquer patologia (úlcera, tumor, pólipo, gastrite, esofagite, etc.), e se necessário,
no decurso do exame, obter pequenas amostras de tecido (biopsias), sem causar dor, para mandar analisar ao microscópio
(exame histológico) ou efectuar a pesquisa do Helicobacter pylori.
Através do endoscópio também podem realizar-se tratamentos. Entre estes procedimentos terapêuticos, cabe referir:
extracção de pólipos e objectos estranhos deglutidos; hemostase úlceras e varizes sagrantes.

Preparação:
O estômago deve estar vazio, pelo que não deve comer, nem beber nada 6 horas antes do exame (“poderá
molhar lábios” chá ou água açucarada). Os diabéticos insulinodependentes ou medicados com antidiabéticos orais, não
deverão tomar a medicação, antes do exame. Os doentes com indicação para polipectomia deverão efectuar previamente o
estudo da coagulação (Hgb, plaquetas, TP, TTP). Se vai realizar polipectomia e esta hi
deverá consultar o médico assistente, para este proceder as alterações julgadas necessárias.
Exploração Endoscópica: Deverá retirar qualquer prótese dentária (se possível). No início, procede-se à anestesia da
garganta com spray apropriado, para reduzir a sensibilidade. Aplica-se um bucal adequado para proteger os dentes. O
doente é deitado em posição confortável e descontraída. O endoscópio é, então, introduzido gradualmente. O endoscópio
não dificultará a respiração, nem causará dor. A exploração endoscópica dura 2 a 4 minutos.
Página 3 de 4

Depois do exame
: Poderá comer passado em regra 15 minutos (quando desaparecer a sensação de “encortiçado, devido
ao spray anestésico).
Se efectuou o exame com sedação, sedo-analgesia ou anestesia geral, aguarde até ter instruções para abandonar a clínica.
Deverá regressar ao domicílio acompanhado por um familiar ou amigo. Durante o resto do dia não poderá conduzir,
trabalhar com máquinas ou tomar decisões importantes, já que a sedação poderá afectar os reflexos e capacidade de juízo.
Sugerimos que descanse. Deverá efectuar uma refeição ligeira e branda.
Riscos do exame: A Endoscopia Digestiva Alta de diagnóstico (com ou sem biopsia) é um procedimento extremamente
seguro, com riscos mínimos. As técnicas de cirurgia endoscópica (nomeadamente extracção de pólipos), apresenta riscos
específicos, nomeadamente: hemorragia e perfuração (no caso de ocorrer qualquer sintoma imprevisto, contacte o médico
assistente). A sedação, sedo-analgesia ou anestesia, apresenta riscos mínimos, excepto em doentes com doença cardíaca,
renal, respiratória grave). Utilizamos nestes doentes a “menor dose”, para que possam realizar o exame com segurança e
conforto. Não se esqueça de mencionar a medicação em curso. Monitorizamos sempre: Pulso, TA, O2.(ECG, se
necessário).


Exame marcado para: ___/___/___., às ___ horas.

Página 4 de 4

Source: http://www.clinicasantatecla.pt/uploaded/File/colonoscopia.pdf

Mo-phys exam & integ path.v5

Physical Examination & Integrated Pathology DESCRIPTION This module is designed to expose students to a wide range of tests that are currently being used in Wholistic Practice - techniques which from an integral part of the modern Naturopathic Clinic. Current pathology skills are also discussed. Students will learn physical examination techniques for the digestive and respiratory systems

Press release

Sandoz Inc. 506 Carnegie Center Drive Suite 400 Princeton, NJ 08540 Phone +1 609 627 8500 Fax +1 609 627 8682 Sandoz launches first generic version of DUETACT® Princeton, New Jersey, January 11, 2013 – Sandoz today announced the US market introduction of its first-to-file pioglitazone hydrochloride and glimepiride tablets, the first generic version of Takeda Pharmaceuticals’ DUETACT

Copyright © 2010-2014 Medical Science